Gabriela Rousani Pinto

rpgabriela@outlook.com

          A conexão e comunicação entre aparelhos eletrônicos é o foco de uma das maiores tendências para a área de Tecnologia da Informação e Telecomunicações em 2015: a Internet das Coisas (IoT). Ao permitir que todos os objetos comuniquem entre si e funcionem em rede, enviando e recebendo dados de informação, a Internet das Coisas faz com que o mundo digital e o mundo físico fiquem intimamente conectados e realizem uma influência mútua e constante.

       A comunicação entre os objetos e sistemas de informação permite a criação de ambientes inteligentes e automatizados. A Internet das Coisas representa a terceira geração da Internet – a primeira fase (1.0) trazia a comunicação entre computadores e dados, sendo que a maior parte do conteúdo era institucional e o uso, predominantemente, técnico; a segunda (2.0), entre pessoas e processos, principalmente com o surgimento das redes sociais; e a terceira (3.0) representa uma revolução tecnológica, com pessoas, processos e objetos em rede.

          Os eletrodomésticos e ambientes configurados com essa tecnologia poderiam ser programados para executar grande parte das tarefas do dia a dia, pois seriam capazes de interagir com o meio, compreender dados, atuar a partir de sua análise e apontar soluções, sem a necessidade o comando constante por parte dos usuários, o que significaria mais conforto e praticidade.

           Apesar das facilidades proporcionadas pela Internet das Coisas, deve-se levar em conta os riscos que esta acarreta. Lembrando que não existe nenhuma proteção jurídica relativa à proteção de dados na Internet, no Brasil, as informações contidas em qualquer máquina que contenha a tecnologia da Internet das Coisas é passível de roubo ou adulteração. Um grande número de pessoas não domina conhecimentos técnicos e nem sequer imagina que uma vulnerabilidade na segurança presente em seus eletrodomésticos poderia ser a porta de entrada para um ataque hacker com o objetivo de interceptar o tráfego de dados de toda a sua rede doméstica e obter informações completas sobre vários aspectos do seu cotidiano.

          O mais recente relatório sobre o crime organizado e a Internet, publicado pela Europol, o Serviço Europeu de Polícia, intitulado “The Internet Organised Crime Threat Assessment 2014”, adverte que os objetos smart dependem de programas que podem ser pirateados e que são muitas vezes concebidos sem qualquer medida de segurança. Ideia complementada no quarto capítulo do relatório, intitulado “O futuro já chegou”, a partir do trecho: “com a multiplicação dos objetos ligados à Internet, devemos esperar um número crescente de ataques contra as infraestruturas existentes e emergentes, incluindo novas formas de chantagem e de extorsão” – como o ransomware, uma forma de chantagem que utiliza os dados pessoais roubados por hackers. Entre os riscos conta-se não apenas o roubo de dados como também “ferimentos físicos ou até mesmo mortes”, conclui o estudo da Europol.

            Saúde, informações pessoais e fiscais, enfim, qualquer banco de dados contém uma infinidade de informação sensível que pode valer uma fortuna no mercado negro de dados. Nesta era de abundância de dados, um dos desafios é “trazer mais inteligência à forma como se processam estas coisas”, afirmou Paulo Marques, co-fundador da Feedzai, uma empresa portuguesa de cibersegurança comercial. “O ponto importante não são os dados, é o que se faz com a informação. [É preciso] ter o computador a olhar automaticamente para os dados e perceber como pode agir. E em tempo real”, ressalta.

Referências:

http://www.publico.pt/tecnologia/noticia/a-ciberseguranca-passa-pelos-electrodomesticos-1715447

https://www.europol.europa.eu/content/internet-organised-crime-threat-assesment-iocta

http://www.ex2.com.br/blog/web-1-0-web-2-0-e-web-3-0-enfim-o-que-e-isso/

http://startupi.com.br/2015/01/internet-das-coisas-expectativas-e-desafios-em-2015/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s