Saiba o que fazer caso seu WhatsApp seja clonado, e conheça algumas dicas para evitar que isso aconteça!

Por Henrique Cortina

É perceptível que o WhatsApp é um dos aplicativos de mensagens mais populares do mundo. Propriedade do Facebook, a plataforma possui mais de 2 bilhões de usuários e, pelo fato de ser popular, o aplicativo também é usado por pessoas mal-intencionadas. Criminosos tentam enganar os usuários para obter acesso ao seu código de verificação, resultando na invasão direta da sua conta do WhatsApp.

Muito se discute sobre a real segurança do aplicativo, tanto em proteção de dados quanto em privacidade das conversas. Vale notar que o WhatsApp é seguro e se autodenomina totalmente criptografado; porém, isso não o torna impossível de ser hackeado (invadido), como qualquer outro computador ou software super seguro. Saiba que, mesmo sendo criptografado, hackers podem invadir e clonar seu WhatsApp e, muitas vezes, o modo pelo qual o aplicativo é invadido advém diretamente da falta de atenção do próprio usuário.

Ser clonado significa que uma terceira pessoa agora tem acesso ilimitado aos seus bate-papos pessoais, informações, mídias e, em alguns casos, também pode se fazer passar por você, excluindo chats, respondendo, cometendo crimes em geral e, principalmente, utilizando desse acesso para praticar o estelionato. Felizmente, existem muitas maneiras de evitar que sua conta seja hackeada e clonada.

O que acontece se minha conta for clonada?

Uma vez hackeado, o criminoso poderá clonar e ainda ficar de olho nas suas atividades, quando fica online, entre outras ações. Os hackers usam técnicas para copiar as mensagens do seu dispositivo e enviá-las para outro id de e-mail. Eles podem ler facilmente todas as mensagens apenas copiando alguns arquivos da pasta do WhatsApp. Ainda, os hackers podem acessar seus dados de várias formas, seja via web ou registrando seu número em outro dispositivo móvel.

Como posso ser prejudicado caso minha conta seja clonada?

Como comentado acima, além do fato do hacker possuir acesso ilimitado às suas conversas pessoais, os golpes financeiros, razão pela qual muitos criminosos buscam clonar os dispositivos, podem ser aplicados de diversas maneiras. O mais comum é o golpe no qual o criminoso invade a conta do usuário e entra em contato com amigos e familiares, como se fosse o usuário, e pede que façam transferências bancárias de dinheiro, alegando algum motivo convincente.

A clonagem funciona na maior parte das vezes da seguinte maneira: o golpista compra um chip e faz à operadora de celular a solicitação de resgate de um número usado pela vítima. Para ocorrer o resgate, o usuário irá receber um código por mensagem de texto ou e-mail no qual possibilitará a alteração de senha e de número principal.

A próxima etapa do golpista é convencer a pessoa a fornecer o código ou liberar o acesso de alteração de celular, que vai permitir que o link seja enviado para ele ter acesso à conta e alterar a senha a partir de outro aparelho, o que torna depois inviável o uso do aplicativo pelo real dono da conta. A partir daí, o golpista entra em contato com amigos e parentes da vítima e pede que sejam feitas transferências ou depósitos bancários.

Como posso saber se já tive minha conta clonada?

Para saber se o seu WhatsApp Web está ativo em algum dispositivo desconhecido, vá aos três pontos indicados no canto superior direito da janela do aplicativo. Em WhatsApp Web, verifique a lista de todas as sessões abertas. Isso permitirá que você veja todos os dispositivos que estão conectados ao seu aplicativo.

Se você estiver vendo a mensagem “Este telefone não pôde ser verificado”, significa que seu WhatsApp também foi acessado por algum dispositivo desconhecido. Existem também softwares de terceiros que ficam disponíveis na web que podem ser usados ​​por hackers para farejar as suas conversas.

Vale notar que esse é o método mais simples; porém, menos preciso de descobrir se a sua conta foi hackeada ou clonada, de modo que a maior parte dos criminosos utilizam de outros meios para acessar a sua conta. Entretanto, caso nesse passo você já perceba a movimentação de algum dispositivo desconhecido, é importante tomar muito cuidado com a sua conta.

Outro método para descobrir se o seu WhatsApp ou outros aplicativos foram hackeados, ou estiverem sendo espionados ou usados por alguém na forma de clone, será a partir de várias indicações. Se algum aplicativo de fundo estiver sendo executado, nesse ponto você verá coisas repentinas acontecendo em seu telefone. Por exemplo:

Sua bateria começou a descarregar muito rapidamente, está se esgotando tão rápido que demonstra que alguns aplicativos estão sendo executados em segundo plano. Esses aplicativos podem ser aqueles que você instalou de fontes desconhecidas, e que podem invadir suas contas sociais.

Outra indicação é que seu telefone irá criar ruídos ou barulhos estranhos sem motivo. Seu telefone pode vibrar mesmo quando nenhuma notificação está chegando ao seu dispositivo. Isso também é um sinal de que seu app está sendo espionado.

Se você perceber que seus aplicativos travam com frequência, pode ser que alguém esteja te espionando. Você poderá notar que seu telefone, especialmente o app, ficará mais lento. Isso acontece devido ao uso excessivo de memória para esse aplicativo específico.

Seu telefone vai esquentar desnecessariamente. Se você notar que seu dispositivo está esquentando muito rapidamente em comparação com a última vez e também esquenta mesmo quando a tela está desligada, pode ser um indício de que o seu celular foi hackeado. A melhor opção é formatar seu dispositivo imediatamente ou desinstalar todos os aplicativos desconhecidos.

É importante salientar que muitos celulares, devido ao seu tempo de uso, podem apresentar problemas semelhantes aos demonstrados aqui; porém, é necessário somente começar a se preocupar caso apareça essas características de uma hora para outra, ou começarem a aparecer após algum aplicativo desconhecido ser instalado em seu celular.

Meu WhatsApp foi clonado, e agora?

Existem várias medidas que podem ser tomadas caso seu aplicativo seja hackeado ou clonado. Determinadas ações que poderão ser feitas imediatamente, para minimizar os impactos causados pela clonagem, assim como também pela localização do criminoso, a fim de que ele seja responsabilizado pela prática delituosa.

De acordo com o site do próprio WhatsApp [1], se você suspeita que outra pessoa está utilizando sua conta no aplicativo, a primeira coisa a fazer é notificar seus familiares e amigos, pois essa pessoa pode tentar se passar por você em conversas individuais e em grupos.

A próxima etapa é enviar um e-mail para a conta de suporte do WhatsApp, denominada support@whatsapp.com, com a seguinte frase: “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta” no corpo do e-mail e informe o número de telefone no formato internacional +55 9 xxx xxx xxxx. A conta do WhatsApp permanecerá desativada durante trinta dias para que você consiga reativá-la, após esse prazo ela será apagada definitivamente.

Caso você perca o acesso total à sua conta de WhatsApp, algumas ações adicionais podem ser tomadas: vá pessoalmente numa loja da operadora de telefonia ou entre em contato pelo telefone solicitando a suspensão temporária da linha telefônica. Após isso, apresente os documentos legais do titular da conta e peça a transferência da linha telefônica para um novo chip.

Depois que a linha estiver ativa novamente, reinstale o aplicativo do WhatsApp e configure a sua conta. O celular que está com a sua conta ativa não receberá esse código porque a linha telefônica foi desativada. Habilite a autenticação em duas etapas e informe a sua conta de e-mail pessoal para o procedimento de segurança. 

Após serem tomadas as medidas de diminuição de danos, é importante ir atrás do seu direito e denunciar o criminoso. Para a Polícia Civil de Santa Catarina [2], a melhor coisa a ser feita é registrar um Boletim de Ocorrência (BO) junto à Polícia Civil e, caso alguma pessoa tenha feito transferência, comunicar a instituição bancária.

Não fui clonado ou hackeado, mas como posso me proteger?

Existem diversas precauções a serem tomadas a fim de que o usuário possa de proteger de ter seu celular clonado ou hackeado. Para o site NSC Total [3] e Correio 24 horas [4], são esses os principais cuidados a serem tomados para não ter seu celular invadido:

Saia de todos os computadores que você vê na lista em WhatsApp Web. Isso impedirá que os hackers leiam seus bate-papos.

Não repasse nenhum código fornecido por SMS e nem qualquer outra informação sem confirmação com o setor responsável das empresas através dos canais de atendimento.

Não deixe seu telefone sem supervisão quando estiver fora.

Como regra, as grandes empresas de compra e venda na internet não mantém contato com o cliente através de aplicativos de mensagens, portanto sempre desconfie.

Bloqueie todos os seus aplicativos para evitar que pessoas desconhecidas os acessem.

Não conecte seu telefone a conexões WiFi desconhecidas, pois os hackers também podem usar endereços exclusivos para acessar todos os chats.

Tenha muito cuidado com e-mails de promoções que possuam links. Ao receber um e-mail não solicitado ou de um site no qual não esteja cadastrado para receber promoções, é importante verificar se realmente se trata de uma empresa idônea. Acesse o site digitando os dados no navegador e não clicando no link.  

Habilite a verificação em 2 etapas nas configurações da conta. Isso adicionará uma camada extra de segurança ao aplicativo.

Apps espiões: existem aplicativos, quando instalados em seu telefone, que podem servir para monitorar cada uma de suas atividades. Usando aplicativos espiões, qualquer pessoa pode hackear facilmente seu telefone não apenas acessando o WhatsApp, mas também muitos outros aplicativos, fotos, vídeos, arquivos armazenados etc. Para isso, sempre verifique se há algum aplicativo desconhecido armazenado em seu telefone.

Não instale aplicativos de fontes não autorizadas ou desconhecidas.

O que é a verificação em duas etapas?

Uma das formas mais eficientes de prevenção nas redes sociais e no aplicativo WhatsApp é por meio da verificação em duas etapas, que pode ser encontrado nas configurações tanto dessas redes como dos aplicativos. A verificação em duas etapas avisa por meio de mensagem de texto ou e-mail quando alguém tenta acessar a conta por meio de outro aparelho celular ou computador.

O próprio WhatsApp também orienta a ativação da camada de segurança com a verificação em duas etapas. A verificação em duas etapas é um recurso opcional que, ao ativado, exige um PIN de seis dígitos de verificação se houver uma tentativa de entrada no seu número de WhatsApp. Esse código, assim como o SMS do WhatsApp, não deve ser compartilhado com ninguém.

REFERÊNCIAS

[1] Contas Roubadas. WhatsApp FAQ. Disponível em: https://faq.whatsapp.com/general/account-and-profile/stolen-accounts?utm_source=google-ads-search&utm_medium=cpc&utm_content=clonado-none&utm_campaign=antiscam&utm_term=promoted-links. Acesso em: 5 maio 2021.

[2] Golpes de clonagem no WhatsApp. Saiba como agir. Polícia Civil SC. 19 jun. 2020. Disponível em: https://www.pc.sc.gov.br/informacoes/noticias/32-florianopolis-delegacia-geral-da-policia-civil/43639-golpes-de-clonagem-no-whatsapp-saiba-como-agir. Acesso em: 5 maio 2021.

[3] Caiu no golpe do WhatsApp clonado? Saiba o que fazer. Hora de Santa Catarina. 19 mar. 2021. Disponível em: https://www.nsctotal.com.br/noticias/golpe-whatsapp-clonado-o-que-fazer. Acesso em: 5 maio 2021.

[4] Caiu no golpe do WhatsApp? Veja quais são seus direitos se seu zap for clonado. Correios 24 horas. 21 fev. 2021. Disponível em: https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/caiu-no-golpe-do-whatsapp-veja-quais-sao-seus-direitos-se-seu-zap-for-clonado/. Acesso em: 5 maio 2021.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s