Leituras de 2020

BIONI, Bruno Ricardo. Proteção de Dados Pessoais: a função e os limites do consentimento. Rio de Janeiro: Editora Forense, 2019.

BOLESINA, Iuri. O DIREITO À EXTIMIDADE E A SUA TUTELA POR UMA AUTORIDADE LOCAL DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS: as inter-relações entre identidade, ciberespaço, privacidade e proteção de dados pessoais em face das intersecções jurídicas entre o público e o privado. Orientador: Jorge Renato dos Reis. Tese de Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). 2016.

BRANCO, Sérgio. Fake News e os caminhos para fora da bolha. Interesse Nacional, v. 38, 2017.

DONEDA, Danilo. A proteção de dados pessoais como um direito fundamental. Espaço Jurídico, v. 12, n. 2, p. 91-108. Joaçaba, jul./dez. 2011.

EMPOLI, Giuliano Da. Os engenheiros do caos: como as fake news, as teorias da conspiração e os algoritmos estão sendo utilizados para disseminar ódio, medo e influenciar eleições. São Paulo: Vestígio, 2019.

GUIDI, Guilherme Berti de Campos. Modelos Regulatórios para proteção de dados pessoais. 2017.

INSTITUTO DE TECNOLOGIA E SOCIEDADE. Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e o setor público: um guia da Lei 13.709/2018, voltado para os órgãos e entidades públicas. 2019.

LIMBERGER, Têmis. INFORMAÇÃO EM REDE: uma comparação da lei brasileira de proteção de dados pessoais e o Regulamento Geral de Proteção De Dados europeu. In: MARTINS, Guilherme Magalhães; LONGHI, João Victor Rozatti. Direito Privado e Internet. 2. ed. São Paulo: Foco Jurídico, 2019.

MENEZES NETO, Elias Jacob de; MORAIS, Jose Luiz Bolzan de. Análises computacionais preditivas como um novo biopoder: modificações do tempo na sociedade dos sensores. Revista Novos Estudos Jurídicos, v. 24, n. 3, set-dez 2018.

NOBRE, Marcos; COSTA, Judith Martins; SUNDFELD, Carlos Ari; ADORNO, Sérgio; VIEIRA, Oscar Vilhena; ARINA, Persio; SALOMÃO FILHO, Calixto; FERRAZ JUNIOR, Tércio Sampaio; LOPES, José Reinaldo Lima; MACEDO JUNIOR, Ronaldo Porto; DIAS NETO, Theodomiro; BUENO, Cassio Scarpinella; FORGIONI, Paula. O que é pesquisa em Direito? São Paulo: Quartier Latin, 2005.

SILVA, Tarcízio; MINTZ, André; OMENA, Janna Joceli; GOBBO, Beatrice; OLIVEIRA, Taís; TAKAMITSU, Helen Tatiana; PILIPETS, Elena; AZHAR, Hamdan. APIs de Visão Computacional: investigando mediações algorítmicas a partir de estudo de bancos de imagens. Logos: comunicação e universidade, v. 27, n. 01. [Dossiê Instabilidade e Conflito das/nas Imagens]

SILVEIRA, Sérgio Amadeu da. Democracia e os códigos invisíveis: como os algoritmos estão modulando comportamentos e escolhas políticas. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2019. [livro eletrônico]

SPINELLI, Egle Müller; SANTOS, Jessica. JORNALISMO NA ERA DA PÓS-VERDADE: fact-checking como ferramenta de combate às fake news. Revista Observatório, v. 4, n. 3, maio 2018.

VAZ, Ana Rita Francisco. O Regulamento Geral de Proteção de Dados: Desafios e Impactos. Orientador: Alexandre Dias Pereira. Dissertação de Mestrado em Ciências Jurídico-Forenses – Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. 2018.

XAVIER, Fernando; OLENSCKI, João Rodrigo W.; ACOSTA, Andre Luis; SALLUM, Maria Anice Mureb; SARAIVA, Antonio Mauro. Análise de redes sociais como estratégia de apoio à vigilância em saúde durante a Covid-19. Estudos Avançados, v. 34, n. 99, 2020.

Leituras de 2019

BAUMAN, Zygmunt; LYON, David. Vigilância Líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

CASTRO, Julio Cesar Lemes. Excentricidade, desinformação e polarização assimétrica: máquinas de guerra híbrida em plataformas algorítmicas. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 28, 2019, Porto Alegre. Anais […]. Porto Alegre: PUCRS, 2019.

DIVINO, Sthéfano Bruno Santos. O Tratamento de Dados Pessoais de Crianças e Adolescentes na Lei 13.709/2018: Utopia Jurídica Principiológica?. Revista Jurídica Luso-Brasileira, Lisboa, ano 5, n. 2, p. 1805-1833, 2019.

DONEDA, Danilo. Da privacidade à proteção de dados pessoais: elementos da formação da Lei Geral de Proteção de Dados. 2. ed. rev. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2016.

FACHIN, Patricia. A regulação de dados pessoais e a perda de controle sobre alguns aspectos da vida – Entrevista especial com Danilo Doneda. Instituto Humanitas Unisinos, 2018.

KRSNAMURTI, Luciano; MULHLOLLAND, Caitlin Sampaio. Problemas atuais em torno do direito à privacidade: internet das coisas e proteção de dados pessoais no Brasil. Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2017.

MAGRANI, Eduardo. A internet das coisas. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018.

MARTINS, Guilherme Magalhães; LONGHI, João Victor Rozatti (Coords.). Direito Digital: Direito Privado e Internet. 2. ed. Indaiatuba: Editora Foco, 2019.

MULHOLLAND, Caitlin Sampaio. Dados pessoais sensíveis e a tutela de direitos fundamentais: uma análise à luz da Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/18). Revista de Direitos e Garantias Fundamentais, Vitória, v. 19, n. 3, p. 159-180, set./dez. 2018.

RIBEIRO, Camila; RODRIGUES, Gustavo Ramos; CARMO, Paloma Rocillo Rolim do; VIEIRA, Victor Barbieri Rodrigues (Orgs.). Minicurso Fundamentos do Direito e Novas Tecnologias: Apostila Preparatória. 5. ed. Belo Horizonte: Instituto de Referência em Internet e Sociedade, 2019.

RUARO, Regina Linden; MAÑAS, José Luis Piñar; MOLINARO, Carlos Alberto (Orgs.). Privacidade e Proteção de Dados Pessoais na Sociedade Digital. Porto Alegre: Fi, 2017.

TEFFÉ, Carla Spadaccini de; SOUZA, Carlos Affonso. Infância Conectada: direitos e educação digital. In: Pesquisa Sobre o Uso da Internet por Crianças e Adolescentes no Brasil: TIC Kids Online Brasil 2017. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2018, p. 31-40.

Leituras de 2018

BAUMAN, Zygmunt; LYON, David. Vigilância líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

BAUMAN, Zygmunt; MAURO, Ezio. Babel: Entre a incerteza e a esperança. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

BORGES FORTES, Vinícius; ORO BOFF, Salete. A Privacidade e a Proteção dos Dados Pessoais no Ciberespaço como um Direito Fundamental: perspectivas de construção de um marco regulatório para o Brasil. Seqüência: Estudos Jurídicos e Políticos, Florianópolis, v. 35, n. 68, p. 109-128, jun. 2014. ISSN 2177-7055.

CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CASTELLS, Manuel. O poder da comunicação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: Movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CASTELLS, Manuel. Ruptura: A crise da democracia liberal. Rio de Janeiro: Zahar, 2018.

YOUSSEF, Alê. Novo Poder: Democracia e Tecnologia. Belo Horizonte: Editora Letramento, 2018.

Leituras de 2017

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? Uma teoria crítica das novas mídias. 3 ed. Porto Alegre: Sulina, 2012.

FUNDAÇÃO KONRAD ADENAUER (Rio de Janeiro). Internet e sociedade. Cadernos Adenauer, Rio de Janeiro, v. 3, p.05-208, ago. 2015. Anual. Disponível em: <http://www.kas.de/wf/doc/16515-1442-5-30.pdf&gt;. Acesso em: 03 abr. 2017.

MARQUES, Francisco Paulo Jamil Almeida. Democracia on-line e o problema da exclusão digital. 2016. Intexto – publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Disponível em: <http://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/41269/30388&gt;. Acesso em: 25 abr. 2017.

FLAIN, Valdirene Silveira. . A Inclusão Digital como Direito Fundamental passível de viabilizar a participação cidadã. 2016. 150 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Direito, Programa de Pós-graduação em Direito – Ufsm, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2017.

MARCONDES, Valéria. Internet, democracia e participação popular: Discutindo experiências participativas. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2011. Disponível em: < https://lookaside.fbsbx.com/file/tese-valeria-marcondes.pdf?token=AWzLV4o8qNtdmW5P0TiN7OzSaVclknhqngEBqX1AduhDfDFm5QoQjsTyYtDdChkR_maQXPGKBePgcabY8t8DLbnXBdk4SnaW6RT9-VJgSHyyhb8_3WVABFUmUCWSeUacYnN07Kr1eRAMhIkcj_WKTggmbdUIoL6N_qY5-pXfCKgd_Q&gt;. Acesso em: 04 set. 2017.

ARAUJO, Luiz Alberto David. SALDANHA, Paloma Mendes. Processo judicial eletrônico e o estatuto da pessoa com deficiência: novidades, ilegalidades e inconstitucionalidades. Revista Direitos Fundamentais e Democracia. v. 2, p. 80-100, 2017. Disponível em: <http://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd/article/view/850/489&gt;. Acesso em: 04  set.  2017.

ARENHARDT, Daniel Luís FRANCHI, Tatiane Stefanel COSTA, Vânia Medianeira Flores GROHMANN, Márcia Zampieri. Acessibilidade Digital: Uma Análise em Portais de Instituições Federais de Educação do Brasil. Education Policy Analysis Archives. v.35, n.33. Disponível em: <http://www.egov.ufsc.br/portal/conteudo/acessibilidade-digital-uma-n%C3%A1lise-em-portais-de-institui%C3%A7%C3%B5es-federais-de-educa%C3%A7%C3%A3o-do-brasi&gt;. Acesso em: 08 out. 2017.

OLIVEIRA, Gislaine. Levando os direitos das pessoas com deficiência a sério: um olhar sobre a acessibilidade nos portais do poder Legislativo Brasileio. Dissertação Mestrado – Curso de Direito, Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal de Santa Maria.

Leituras de 2016

LEMOS, André. LÉVY, Pierre. O futuro da Internet: em direção a uma ciberdemocracia planetária. São Paulo: Paulus, 2010.

GONÇALVES, Victor Hugo Pereira. Inclusão digital como direito fundamental. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/2/2140/tde-30102012-092412/pt-br.php

SANTOS, José Carlos Sales. Informação, democracia digital e participação política: uma breve revisão teórico analítica.  http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/36803

BRAGA, Sérgio Soares. Podem as novas tecnologias de informação e comunicação auxiliar na consolidação das democracias? Um estudo sobre a informatização dos órgãos legislativos na América do Sul. Opinião Pública, Campinas, vol. 13, n. 1, junho 2007, p. 1-50. http://www.scielo.br/pdf/op/v13n1/v13n1a01.pdf

NAZÁRIO, Débora Cabral; SILVA, Paulo Fernando da; ROVER, Aires José. Avaliação da qualidade da informação disponibilizada no portal da transparência do governo federal. Revista Democracia Digital e Governo Eletrônico, n. 6, p. 180-199, 2012. http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/metricas_do_portal_de_transparencia.pdf

MAGRANI, Eduardo. Democracia Conectada. http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/14106/Democracia%20conectada.pdf

LIMA, Gabriela Bezerra. Tipos de Ativismo Digital e Ativismo Preguiçoso no Mapa. Revista Geminis, ano 3, n. 1, p. 71-96.  http://www.revistageminis.ufscar.br/index.php/geminis/article/view/99

UGARTE, David. O Poder das Redes: manual ilustrado para pessoas, organizações e empresas, chamadas a praticar o ciberativismo. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008. https://drive.google.com/drive/u/0/folders/0B-YLV8egGwSuQllwSUlwTmw3WDQ 

SCHIECK, Mônica. Ciberativismo: um olhar sobre as petições online. http://www.bocc.ubi.pt/pag/schieck-monica-ciberativismo.pdf