Inteligência artificial no cotidiano: por um acolhimento dos direitos fundamentais na sua aplicação

Por Luiza Berger von Ende Nesta semana, a Cepediana Luiza Berger von Ende realizou uma contribuição à matéria "Recrutamento por inteligência artificial: funciona como prometido?" à repórter Bianca Zanatta do Jornal Estadão. A matéria ouviu gestores de RH de grandes empresas brasileiras sobre suas considerações no uso da inteligência artificial em processos seletivos, com posicionamentos … Continue lendo Inteligência artificial no cotidiano: por um acolhimento dos direitos fundamentais na sua aplicação

Ei, Siri, defenda meus direitos: a desigualdade de gênero no meio das Assistentes Virtuais Inteligentes

Se, com o advento e a conseguinte popularização da internet entre as décadas de 60 e 70, a dinâmica das trocas de informação entre humanos e máquinas teve alteração substancial, comparada com a estática computacional passada, tão grande foi o impacto da mobilização do computador, que adquiriu o formato de smartphone. Essa máquina portátil tornou-se … Continue lendo Ei, Siri, defenda meus direitos: a desigualdade de gênero no meio das Assistentes Virtuais Inteligentes